Buscar
  • Atus Marketing, São Paulo/SP, Brasil

5 fatores que impactam a retenção de talentos

Atualizado: 29 de dez. de 2021


A capacidade de retenção de talentos não é mais uma questão apenas da empresa “ser um bom lugar” ou oferecer bons salários e benefícios atrativos. Cada dia mais, os melhores profissionais estão a um “InMail do LinkedIn” de distância para o próximo desafio de carreira.


Se por um lado, é natural que as pessoas se desenvolvam e, com isso, suas necessidades e desejos também evoluam; por outro lado, a rotatividade de funcionários é cara, afeta o desempenho das empresas e torna-se cada vez mais difícil de administrar.

Como reter talentos

Um estudo do CIPD (Chartered Institute of Personnel Development) constatou que apenas 22% das empresas americanas não tiveram dificuldades para reter talentos, enquanto 78% delas sofreram importantes perdas em seus quadros profissionais.



Perda de talentos: 5 formas de reduzir essa realidade


Bons profissionais não ficam mais na mesma empresa/posição por décadas e escassez de talentos é uma realidade que impacta empresas em todo o mundo, independente do porte ou segmento de atuação.


Diante desse cenário, apresentamos abaixo uma lista com cinco fatores que contribuem para a retenção de talentos:



Flexibilidade no horário de trabalho

A maneira como os novos profissionais enxergam o trabalho é completamente diferente de como víamos no passado. O “velho” relógio de ponto deveria ser completamente esquecido, dizem alguns especialistas.



Desenvolvimento Pessoal

Oportunidades de desenvolvimento deveriam estar disponíveis para todos os funcionários das empresas. Afinal, a lógica é (ou deveria ser): quanto mais o funcionário se desenvolve e cresce, mais a empresa cresce e se desenvolve junto, certo?



Equilíbrio entre vida profissional e pessoal

Não ter tempo suficiente para a família é a queixa número 1 entre gerentes, coordenadores e supervisores. Este foi o resultado de uma pesquisa realizada pelo site StatCan, junto a executivos(as) que têm filhos.


A pesquisa também constatou que o tempo ausente do cônjuge está diretamente associado a insatisfação com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e, concluiu:


  • 79% dos funcionários com flexibilidade de jornada relataram estar muito satisfeitos com o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

  • Trabalhadores sem flexibilização de horário têm, em média, apenas 73% de satisfação quanto ao equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.



Reconhecimento e recompensas por desempenho

Elogios e tapinhas nas costas são importantes, mas, existem momentos em que o reconhecimento deve ir muito além disso.


Já imaginou a alegria do profissional que fez um grande trabalho, sendo homenageado perante seus colegas com um café da manhã e um banner de parabéns?


Toda ação de reconhecimento produz efeitos imediatos, vale destacar:

  • O sentimento de que sempre vale a pena fazer esse “algo a mais”

  • Desperta o desejo de reconhecimento (gerando motivação) nos demais funcionários.



Liderança e estilo de gestão

Os funcionários não desistem porque detestam seus empregos, desistem porque detestam seus chefes. O ditado popular “quem não está contente que vá embora” deveria ser banido do atual mundo corporativo.


O controle e retenção baseados no medo (do desemprego) funcionava há décadas. Caso você lidere pessoas nos dias atuais, prepare-se para as consequências de dizer essa frase.


Aceite a ideia que, atualmente, funcionários são escolhidos para somar e deixar sua contribuição.


Então, como aumentar a retenção de talentos?


Muitas empresas tentam evitar o risco de capacitar bons profissionais e, depois, perdê-los para empresas concorrentes. Mas, você já calculou o quanto dinheiro a empresa perde por deixar gente despreparada atendendo os clientes? Invista em treinamento e capacitação para o seu time, sempre!


Vá além do reconhecimento. Você pode criar recompensas vinculadas ao desempenho dos funcionários. Com uma política de bonificação por resultados baseada em meritocracia, seus funcionários ficarão mais engajados, os índices de retenção serão melhores e a empresa mais produtiva.


Outra informação: você sabia que nas empresas mais modernas existe o day-off?


O day-off é uma folga mensal ou dia livre. Assim, funcionários têm esse dia para tratar questões como: levar a mãe ao médico, renovar a carteira de habilitação, entre outras questões pontuais do dia-a-dia. Os indicadores de desempenho mostram que, quando retornam, estão mais atentos, produtivos e envolvidos com o trabalho. Pense nessa possibilidade!


Se deseja saber como nós podemos ampliar os resultados da sua empresa, acesse nossa página de soluções aqui!

15 visualizações

Quer receber novidades e artigos sobre motivação e engajamento?

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades e informações sobre gestão de equipes 

Título 6